História da Festa de Sant'Ana
Menu de Artigos
Divulgação de Eventos da Paróquia
Conheça nossas Pastorais
Saiba mais sobre nossas comunidades
Horários de Missas, Casamentos e Batizados
Menu de Avisos
Menu de Notícias
Menu de Orações
Hinos - Letras e Músicas
Jornal Catedral Informa - PDF

16º Pe. Arivaldo Aragão Vitória (paroquiato 2016 a atual)

Nascido na cidade de Ipirá, veio morar em Feira de Santana ainda criança, no bairro do Tomba, onde cresceu e passou sua adolescência e primeira fase da juventude. É o segundo dos 5 filhos de Sr. Atanael e D. Cleuza.
Decide entregar sua vida totalmente ao Senhor, e em 1991 entra na Ordem dos Frades Capuchinhos. Pouco tempo depois foi acometido por uma grave enfermidade, onde pôde tocar com as mãos a misericórdia de Deus e de onde, ainda hoje, tira grandes ensinamentos e exemplos pela Mão bondosa e poderosa de Deus Pai.
Em 1993 entra na Diocese de Feira de Santana no Seminário Propedêutico de Salvador e, no ano seguinte, faz parte da primeira turma do recém-fundado Seminário Maior Santana Mestra, da Diocese de Feira de Santana, em Salvador.
Enviado à Roma em 1996 para fazer seus últimos anos de estudos Teológicos no Seminário Internacional Maria Mater Ecclesiae, foi ordenado Diácono em 25 de abril de 1999. Retornando ao Brasil exerceu o Diaconato na Paróquia de Amélia Rodrigues e no dia 08 de janeiro de 2000 foi Ordenado Presbítero pelas mãos de Dom Itamar Vian, na então Catedral de Senhora Sant'Ana, em Feira de Santana.
Iniciou seu Ministério sacerdotal como Vigário na cidade de Conceição do Coité, sendo transferido, no ano seguinte, para São Gonçalo dos Campos, onde foi Vice-Reitor do Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Providência, Vigário Paroquial daquela Cidade e Coordenador Diocesano da Pastoral Vocacional. Em julho de 2001, ainda como responsável da Pastoral Vocacional, foi nomeado Administrador Paroquial das Cidades de Tanquinho e Candeal. Em 2005 retornou à Feira de Santana para dinamizar melhor a Pastoral Vocacional e ser Vigário na Catedral Metropolitana de Sant'Ana.
No ano seguinte, foi transferido para ser Pároco na Cidade de Amélia Rodrigues, deixando a Coordenação da Pastoral Vocacional e assumindo a Coordenação Arquidiocesana de Liturgia, sendo designado membro da Equipe de Liturgia do Regional Nordeste III da CNBB, onde permaneceu por 3 anos e meio até ser enviado, outra vez, a Roma, em agosto de 2009, para os estudos de Mestrado em Liturgia no Pontifício Instituto Santo Anselmo e residindo no Colégio Pio Brasileiro até outubro de 2012.
Voltando ao Brasil, reassume a Coordenação de Liturgia e é enviado a então Paróquia Bem-Aventurado João Paulo II como Vigário Coadjutor até assumi-la como Pároco no dia 14 de julho de 2013, permanecendo por dois anos e meio nesta Paróquia.
No dia 12 de dezembro de 2015 foi divulgado sua transferência, para assumir, a partir de 31 de janeiro de 2016, a Paróquia da Catedral Metropolitana de Sant'Ana como Pároco.
Padre Ary, além de pastor por excelência, assume outras responsabilidades na Arquidiocese. É professor na Faculdade Católica, assumindo a cadeira de Sagrada Liturgia e Sacramentos desta Instituição. Colabora com a formação dos Seminaristas no Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Providência e é o atual Coordenador Arquidiocesano de Liturgia, sendo o responsável pelas Cerimônias da Arquidiocese, além de ser membro da Equipe de Liturgia do Regional Nordeste 3 da CNBB. É também o coordenador da equipe de produção e apresentação do programa oficial da Arquidiocese, o Programa Abrindo Caminhos.
Esta é a História de uma Vocação que assume a missão de verdadeiro sacerdote, como diz a canção: "Servo por amor, sacerdote da humanidade" e vive na dedicação e total doação aquilo que afirma o seu lema sacerdotal: "Tendo amado os seus que estavam no mundo, AMOU-OS ATÉ O FIM!" (Jo 13,1).

15º Monsenhor José Nery de Almeida (paroquiato 2011-2015)

Monsenhor José Nery de Almeida nasceu em 1º de outubro de 1956, na fazenda Zabelê, município de Coração de Maria - Bahia. Filho do Agricultor Zacarias Bispo de Almeida (falecido) e Maria Nery de Almeida. Realizou seu curso superior em Filosofia e Teologia no Instituto Teológico dos Beneditinos, no Rio de Janeiro - RJ. Em 29 de julho de 1984, na Catedral de Senhora Sant'Ana, foi ordenado Diácono, pela imposição das mãos do Bispo Diocesano Dom Silvério Albuquerque. Diplomado, retorna a Diocese de origem, onde no dia 13 de janeiro de 1985, na paróquia do Santíssimo SS de Coração de Maria, quando foi ordenado sacerdote por Dom Eliseu Simões Mendes, também filho de Coração de Maria e Bispo Emérito de Campo Mourão. Exerceu a função de vigário paroquial nas Paróquias de Santa Bárbara, Coração de Maria e Pedrão. Exerceu a função de Pároco nas Paróquias de Ouriçangas, Lamarão, Água Fria, Gavião, Capela do Alto Alegre, Nova Fátima. Administrador Paroquial da Paróquia Senhor dos Passos e Paróquia Nossa Senhora dos Remédios de Ipuaçú. Diretor Espiritual do Cursilho de Cristandade e do Encontro de Casais com Cristo a nível Arquidiocesano. Em 2003 foi nomeado pároco da Paróquia de Santo Estevão e em 20 de fevereiro de 2011 tomou posse como pároco da Catedral Metropolitana de Sant'Ana.

14º Padre Pedro Moraes Brito Júnior (paroquiato 2005-2010)

Pe. Pedro Moraes Brito Júnior nasceu em Coração de Maria. É o sexto dos sete filhos que Pedro Moraes Brito e Maria José Lima Brito tiveram. Realizou seus estudos do ensino fundamental e médio no Grupo Escolar Rômulo Galvão e no Colégio Municipal Manoel Novaes. Logo após concluí-los, ingressou no Seminário Central da Bahia em Salvador e, na Universidade Católica do Salvador, realizou seus estudos de preparação para o sacerdócio. Foi ordenado sacerdote no dia 15 de janeiro de 1995. Depois, trabalhou alguns meses na Paróquia Santíssima Trindade no bairro Feira X e foi enviado para estudos de pós-graduação em Roma. Aqui realizou o mestrado e doutorado em Teologia Moral. Ao retornar dos estudos, foi Vice-Reitor do Seminário Propedêutico em São Gonçalo dos Campos e vigário paroquial nesta mesma cidade. Seguidamente foi transferido como pároco para a Paróquia Senhor do Passos e, depois de um breve tirocínio pastoral nesta comunidade, foi enviado para ser o pároco da Paróquia da Catedral Metropolitana de Sant'Ana onde atuou até o final de 2010. Padre Pedro empreendeu ações pastorais de renovação da paróquia e foi responsável pela grande obra de reforma, conservação e adaptação do espaço sagrado da Igreja Catedral.

13º Padre José Abel Carvalho Pinheiro (paroquiato 1995-2004)

Nasceu em Lamarão aos 19 de dezembro de 1956. Foi ordenado em 1981 por D. Silvério Albuquerque. Foi vigário substituto da Paróquia de Tanquinho; pároco em Irará por onze anos, onde construiu doze capelas e renovou a vida paroquial, revitalizando as comunidades rurais e instituindo ministérios e lideranças; administrador paroquial de Ouriçangas; responsável pelas vocações sacerdotais da Diocese de Feira; professor do Instituto de Teologia da UCSAL, e reitor do Seminário Sant'Ana Mestra. Foi responsável pela reforma empreendida na Catedral de Sant'Ana em 1995: colocação de novo telhado, restauração da fiação elétrica, iluminação da fachada, restauração de imagens, reforma da capela do Santíssimo e do altar-mor, e também pela construção da Casa Paroquial e do Centro Paroquial Senhora Sant'Ana. Tem como coadjutor o Monsenhor Jessé Torres Cunha.

12º Monsenhor Renato de Andrade Galvão (paroquiato 1965-1995)

Nasceu em 11 de maio de 1918 em Brejões. Foi ordenado sacerdote em 25 de novembro de 1942. Foi Capelão das Sacramentinas; vigário em Bom Conselho; vigário em Cícero Dantas (1945/1962); prefeito de Paripiranga; vigário ecônomo de Antonio Cardoso; membro da Fundação Universidade Estadual de Feira de Santana, por três períodos; monsenhor camareiro do Papa, professor da Universidade Estadual de Feira de Santana; vice-reitor. Fundou a Obra Promocional de Sant'Ana. Teve como coadjutor o padre Jessé Torres Cunha. Faleceu, como Cura da Catedral de Sant'Ana e Vigário Geral da Diocese, em 25 de março de 1995 em Feira de Santana.

11º Monsenhor Heitor Otaviano de Araújo (paroquiato 1964-1965)

Nasceu na cidade de Barra aos 05 de dezembro de 1901. Foi ordenado sacerdote a 03 de outubro de 1928. Exerceu as funções de cônego do Cabido de Salvador; Chanceler do bispado de Feira de Santana; vigário em Remanso (1928-1933), Xique-Xique (1936-1937), Sento Sé, Pilão Arcado, Correntina, Santa Maria e Remanso (1950-1963). Serviu em Salvador como Arquivista da Cúria. Foi Cura da Catedral de Sant'Ana, fundador da Legião de Maria, professor do Seminário Central de Salvador; jornalista e redator da "Semana Católica". Aposentou-se em 1977 por motivo de saúde. Faleceu em 19 de setembro de 1987 em Feira de Santana.

10º Monsenhor Aderbal Saback Miranda (paroquiato 1946-1963)

Nasceu em Baixa Grande aos 12 de junho de 1915. Foi ordenado em 16 de agosto de 1941, por D. Augusto Álvaro da Silva. Foi vigário em Serra Preta e Feira de Santana, e primeiro vigário da Paróquia de Senhor dos Passos. Durante o seu paroquiato foi criada a Diocese de Feira de Santana. Foi cônego honorário e monsenhor camareiro do Papa. Faleceu aos 29 de setembro de 1975 em Feira de Santana.

9º Monsenhor Amílcar Marques de Oliveira (paroquiato 1933-1946)

Nasceu em Cachoeira, aos 09 de fevereiro de 1898. Foi ordenado em 10 de agosto de 1920 por D. Jerônimo Tomé. Ocupou as funções de Vigário de Plataforma; prefeito do Seminário; pároco em Feira de Santana; cônego honorário, camareiro do Papa; e viário colado de Sant'Ana em 1943. Fundou o Dispensário Santana, para o qual adquiriu um terreno, incorporado depois ao patrimônio de Sant'Ana. Organizou o patrimônio da Paróquia e também o ensino religioso, mediante a catequese desenvolvida em missões nas igrejas, capelas e nos subúrbios da cidade. Faleceu em 06 de novembro de 1965 em desastre automobilístico.

8º Monsenhor Mário Bahiense Pessoa da Silva (paroquiato 1927-1933)

Nasceu em Salvador aos 11 de janeiro de 1894. Foi ordenado sacerdote em 25 de novembro de 1917. Capelão do Asilo Nossa Senhora de Lourdes desde 1919. Substituiu eventualmente todos os párocos desde então. Foi designado pároco provisório com a saída do padre Mário Fernandes, passando meses depois o paroquiato a Pe. Amílcar Marques, continuando como capelão do Asilo N. S. de Lourdes. Continuando a obra do Dispensário Santana, após a transferência de padre Amílcar Marques. Faleceu em 1978, após ter dado grande impulso às obras deixadas pelo padre Ovídio, sendo seu grande continuador.

7º Padre Mário Herberto Fernandes (paroquiato 1932-1933)

Nasceu aos 27 de julho de 1893 em Salvador. Foi ordenado sacerdote aos 25 de novembro de 1917. Foi vigário em Serrinha, Santo Amaro da Purificação, Nazaré e Feira de Santana. Deixou a Paróquia por pressões das associações e de alguns coronéis. Transferido para Salvador, como Vigário e professor do Colégio Municipal, onde veio a falecer. Teve como coadjutor padre Mário Pessoa.

6º Cônego Carlos Olímpio Sílvio Ribeiro (paroquiato 1927-1932)

Nasceu em Salvador em 24 de fevereiro de 1887, batizado na paróquia de Nazaré, filho de Joaquim Sílvio Ribeiro e Francisca M. Ribeiro. Presbítero em 1º de novembro de 1911, por D. Jerônimo Tomé. Foi vigário em Serrinha; capelão do Bonfim; vigário de São Pedro e vigário de Sant'Ana, cônego honorário e monsenhor camareiro secreto de Sua Santidade. Teve como coadjutor padre Mário Bahiense Pessoa da Silva. Faleceu em Serrinha em 24 de maio de 1955.

5º Monsenhor Tertuliano da Silva Carneiro (paroquiato 1908-1927)

Nasceu em Feira de Santana aos 27 de abril de 1885, batizado em 08 de setembro de 1888, pelo coadjutor padre José Francolino Alves de Oliveira. Foi ordenado sacerdote em Salvador, por D. Jerônimo Tomé, vindo, após, ser coadjutor em Feira de Santana. Foi membro do Conselho Municipal da Intendência de Feira de Santana. Edificou as torres da Matriz em 1915, construiu o coreto, remodelou o altar-mor, colocando o quadro e os anjos. Teve como coadjutores, dentre outros, o frade carmelita Hilarião Sanches, padre Fenelón Costa e padre Mário Pessoa. Faleceu em 04 de abril e 1933 como capelão do Campo Santo (Salvador).

4º Monsenhor Moisés Gonçalves do Couto (paroquiato 1897-1907)

Nasceu aos 25 de novembro de 1867 em Igrapiúna. Foi ordenado sacerdote em 1º de novembro de 1890. Ocupou os cargos de vigário de Santarém, primeiro vigário de Itabuna, visitador diocesano, capelão da Lapa (Salvador, 1927), Arcediago e Penitenciário-mor do Cabido de Salvador, deputado estadual, provedor da Santa Casa de Misericórdia de Feira, fundador da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e organizador do Asilo Nossa Senhora de Lourdes em 1905, quando trouxe as Irmãs Sacramentinas. Tomou posse como vigário colado em 1898. Teve como coadjutores o padre Tertuliano da Silva Carneiro, padre Antônio Carmello, padre Vicente Sabino dos Santos, padre Galdino Borges, padre Adolfo José da Costa Cerqueira, padre Manoel Antônio de Oliveira Lopes e padre José Francolino Alves de Oliveira. Faleceu em 9 de janeiro de 1953.

3º Pe. José Joaquim de Brito (paroquiato 1886-1897)

Nasceu em Laranjeiras (SE) aos 27 de julho de 1857, foi ordenado em Salvador em 1882. Sucedeu a Pe. Ovídio como Vigário encomendado da Freguesia em 1886 e como Vigário colado, por Carta Imperial, em 23 de fevereiro de 1889. Deixou a Paróquia em 1897, transferido para Mundo novo. Teve como coadjutores os padres Antônio Carmelo, capelão do Asilo Nossa Senhora de Lourdes, João de Magalhães Valverde e Moisés Gonçalves do Couto. Faleceu em nossa Senhora do Amparo de Barra Mansa em 27 de outubro de 1921.

2º Pe. Ovídio Alves de São Boaventura (paroquiato 1865-1886)

Nasceu em Feira de Santana, filho do Capitão Manoel Alves de São Boaventura e D. Maria Joaquina de São Boaventura, nascido aos 23 de julho de 1840. foi batizado na capela de Sant'Ana pelo padre Pedro Nolasco da Silva, tendo como padrinhos José Fernandes de Souza, seu avô materno, e D. Carlota Umbelina de Cerqueira. Foi ordenado sacerdote em 21 de agosto de 1864 e nomeado coadjutor de Sant'Ana em 1865, encarregado em 1867, e vigário encomendado em 1874. Teve como coadjutores os padres Pedro Ventura Esteves, Vicente José Martins, José Francolino de Oliveira, e José Joaquim de Brito. Fundou a Ordem Terceira da Penitencia de São Francisco, a Escola Sant'Ana, o Orfanato Asilo Nossa Senhora de Lourdes, o Montepio dos Artistas Feirenses, a Sociedade Filarmônica Vitória, a Associação de Nossa Senhora das Vitórias, e a Associação das Senhoras da Caridade do Asylo de Lourdes. Reconstruiu a Matriz, planejou a construção de um aprendizado agrícola e libertou escravos. Antecipou-se na preocupação pela justiça social. Falecido santamente em 19 de março de 1886.

1º Pe. José Tavares da Silva (paroquiato 1846-1867)

Natural de Muritiba, comarca de Maragogipe, filho de Antônio Tavares de Brito e Ana Lobato de Souza. Foi ordenado em Salvador, vindo em seguida para ser vigário colado de São José das Itapororocas em 1821. Foi transferido quando da mudança da freguesia de São José de Itapororocas para Feira. Foi agraciado com um título honorífico, por ocasião da visita do imperador D. Pedro II (1859) a Feira de Santana. Teve o padre Ovídio de São Boaventura como seu coadjutor. Faleceu em 1867, quase centenário.


Paróquia da Catedral Metropolitana de Sant'Ana
Praça Monsenhor Renato de Andrade Galvão, s/nº - Centro
44015-020 - Feira de Santana, Bahia
Telefones: (75) 3223-7366 / 3623-0055
E-mail: paroquia@catedraldesantana.com.br
Webmail (acesso restrito)
 Copyright © Catedral Metropolitana de Sant'Ana Desenvolvido por IDEIA.COM.BR