A PESSOA DE JESUS

A PESSOA DE JESUS


A imagem de um personagem histórico, que existiu há mais de dois mil anos, pouco nos interessa e entusiasma. O mesmo poderia acontecer com Jesus Cristo que para muitos, é uma simples recordação histórica. Para outros, Ele está vivo. Existe. É uma realidade presente na história: “Ele está no meio de vós e vós não o conheceis”. (Jo 1,26). Como era a pessoa de Jesus de Nazaré?

O FÍSICO DE JESUS – Naquele tempo não existia arte fotográfica, mas o Santo Sudário revela que Jesus era um homem muito bonito. Estatura de 1m72cm. Teve infância, adolescência e maturidade como nós. Crescia em graça, sabedoria e inteligência diante de Deus e dos homens. (Lc 2,52). Na vida pública, agüentava a pregação incessante e atendia doentes e sofredores de dia e de noite. Trabalhava, alimentava-se e rezava revelando, com essas ações, que era verdadeiro homem. (Lc 22,41)

AFETIVIDADE DE JESUS – Sentiu o drama da dona de casa, do pobre, do lavrador, do amigo que pede pão emprestado. Sofria com os doentes. Compadecia-se da mãe viúva que perdera o filho. (Lc 7,12). Chorou a morte do amigo Lázaro. (Jo 11,35). Era tão bondoso que multidões o cercavam. Jesus integrou-se na comunidade de seu tempo. Participava de jantares e festas.

JESUS E OS PECADORES – Denunciou falsos líderes. Queria muita sinceridade. A maneira de falar deve ser: sim, sim ou não, não. (Mt 5,57). Comeu com os pecadores públicos. Jamais humilhou um pecador arrependido. Deu acolhida fraternal à Madalena, mulher adúltera. (Jo 8,11). Declarou haver mais alegria no céu por um pecador que se converte do que por noventa e nove justos que não necessitam de conversão. (Lc 15,7).

RESSURREIÇÃO – Os Evangelhos narram, entre tantos fatos, o julgamento de Jesus por Pilatos, sua crucificação e sua morte. (Jo 18,28-40). Um fato único no gênero, narrado pelos Evangelhos, é a Ressurreição de Jesus. Afirmam que tendo sido morto e sepultado, Ele voltou a viver. (Mt 28,2-6). A ressurreição de Jesus é o argumento mais importante de nossa ressurreição. (1Cor 15, 22-34).

JESUS SE APRESENTA – Em diversos momentos Jesus procurou fazer a sua própria apresentação: “Eu sou a Luz do mundo. Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Eu sou o Pão da Vida. Eu sou a Ressurreição e a Vida. Eu sou o Bom Pastor. Eu sou a Videira. Eu sou a Porta”. A definição clássica desse homem único é esta: “Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem”.

 

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Crônicas da Semana – 23 de março de 2021

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook