ALEGRIA DO AMOR

ALEGRIA DO AMOR

 

Promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – e tendo como tema “Alegria do Amor na Família”, acontece, de 08 a 14 de agosto, a Semana Nacional da Família. A alegria matrimonial implica aceitar que o matrimônio é uma combinação necessária de sofrimentos, prazeres e alegrias, sempre no caminho do amor e do diálogo, que impelem os esposos a cuidarem um do outro.

A FAMÍLIA é uma comunidade onde a pessoa humana vive sua primeira e fundamental experiência de ser amada e de amar. Essa experiência, ou a falta dela, a pessoa carrega pela vida afora marcando positiva ou negativamente todos os seus relacionamentos humanos, afetivos, sociais e religiosos. A família é um espaço de amor entre pessoas de várias gerações. Nela, a alegria da infância e da juventude, ilumina e enche de esperança a maturidade e a velhice.

A FAMÍLIA já passou por tempos melhores. Hoje, tempestades de todo o tipo açoitam a instituição. Nossa família pode não ser aquela que sonhamos. Nossos pais podem não ser os melhores. Não importa. Carregamos pela vida a certeza que ali é o melhor lugar do mundo e essa certeza alimentará nossa caminhada e nossa confiança. Carregamos em nossa alma as montanhas, vales ou planícies onde nascemos.

OS PAIS, por natureza e missão, são os primeiros educadores de seus filhos. Nunca deveriam delegar esse dever e direito a outros, seja aos parentes, às babás, à escola ou, pior ainda, à televisão e redes sociais. Essas instâncias podem e devem ajudar ou complementar, mas não assumir o que é dever educativo fundamental da família.

ATUALMENTE, as ciências humanas nos ensinam que os primeiros anos são os mais decisivos na educação das crianças. Até os seis anos de vida da criança se implantam, na sua personalidade, valores humanos, cívicos e cristãos, que vão orientá-la e estimulá-la pelo resto da vida. Certamente, nos anos posteriores, novos valores deverão ser acrescentados, mas dificilmente terão a mesma ressonância.

PEDIMOS a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, que abençoe e acompanhe as famílias brasileiras a fim de que nelas habite paz, esperança, solidariedade amor e alegria. Que a Sagrada Família de Nazaré, pela fidelidade com que viveu a missão recebida de Deus, seja modelo de todas as famílias, para as quais pedimos copiosas bênçãos. Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!

 

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Crônicas da Semana – 10 de agosto de 2021

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook