Bento XVI visita seu irmão na Alemanha e retorna segunda para o Vaticano

Bento XVI visita seu irmão na Alemanha

O Papa emérito chegou hoje (18/06) em Regensburg para ficar ao lado de seu irmão Georg

Alessandro De Carolis – Vatican News

Na manhã desta quinta-feira (18/06) o Papa emérito Bento XVI deixou sua residência, nos Jardins do Vaticano, para ir a Regensburg, na Alemanha, para ficar ao lado de seu irmão Georg de 96 anos, que está doente.

Os dois irmãos Ratzinger sempre foram muito unidos. Com diferença de idade de três anos, foram ordenados sacerdotes no mesmo dia, 29 de junho de 1951, na Catedral de Freising. As circunstâncias da vida os levaram a direções diferentes – Georg, um brilhante músico e Joseph, um grande teólogo -, mas o vínculo entre eles sempre se manteve firme. Prova disso são em particular as numerosas visitas que Georg Ratzinger fez ao Vaticano de 2005 a 2013, durante os anos do pontificado do seu irmão e também após a sua renúncia.

Em 2008, quando a cidade de Castel Gandolfo quis oferecer a cidadania honorária ao seu irmão, Bento XVI se expressou com estas palavras: “Desde que nasci, meu irmão não é apenas um companheiro para mim, mas também um guia confiável. Tem sido sempre um ponto de orientação e referência com a clareza e a determinação de suas decisões”. Palavras de grande afeto, nascidas em uma circunstância feliz e que os sentimentos do momento tornam ainda mais intensas.

 

Papa emérito retorna ao Vaticano nesta segunda

A chegada do Papa emérito a Regensburg, na casa do irmão doente Georg (ANSA)
Bento XVI retorna a Roma nesta segunda-feira (22), com um voo de Munique, na Baviera. Assim, o Papa emérito conclui a visita ao seu irmão gravemente doente na Alemanha, onde se encontra desde a última quinta-feira (18).
Vatican News

 

Na manhã desta segunda-feira (22), o Papa emérito retorna ao Vaticano da Alemanha com um voo que sai de Munique, na Baviera. A informação foi confirmada pelo porta-voz da diocese de Regensburg, Clemens Neck, como reporta a agência católica de notícias na Alemanha, a KNA.

Na última quinta-feira (18), a propósito da visita ao irmão Georg, gravemente doente, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, tinha declarado que Bento XVI ficaria em Regensburg “o tempo que fosse necessário”.

Neste domingo (21), último dia que irá passar na Baviera, o Papa emérito faz duas visitas ao seu irmão, na sua casa, enquanto que neste sábado (20), Bento XVI pôde passar por alguns locais de família, que não via desde 2006 quando da última visita oficial à terra natal. A primeira parada foi no cemitério de Ziegetsdorf, no túmulo onde repousam os pais e irmã mais velha, num momento de oração concluído com a aspersão de água benta.

A segunda parada foi na sua casa em Pentling, na periferia de Regensburg. Bento XVI ficou pouco menos de uma hora na casa que o acolheu durante os anos em que foi professor de Dogmática na universidade da cidade, de 1969 a 1977 – antes da sua nomeação como arcebispo de Munique e Freising. Atualmente, a casa é a sede do Instituto Bento XVI, onde está sendo preservada a sua herança teológica.

Ainda sobre o programa deste sábado, o Papa emérito encontrou o Núncio na Alemanha, que veio de Berlim, dom Nikola Eterović. Durante o período do pontificado de Bento XVI, o arcebispo ocupava o cargo de secretário-geral do Sínodo dos Bispos.

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook