Corpus Christi 2020

Eu sou o Pão Vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá eternamente.” (Jo 6, 51)

Nesta quinta-feira, 11 de junho, às 08:30h, foi celebrada, na Catedral de Sant’Ana, a Solenidade de Corpus Christi, na qual a Igreja Católica revive o mistério da Quinta-feira Santa à luz da Ressurreição. A celebração presidida por Dom Zanoni Dementino Castro, Arcebispo Metropolitano de Feira de Santana,  contou com a presença do Pároco Padre Arivaldo Aragão e o Diácono Edmílson.

Em sua homilia, Dom Zanoni, afirmou que Corpus Christi é o momento da Graça, neste tempo, que nos desafia a viver de modo singular a fraternidade e o cuidado com a vida humana, seguindo os passos de Jesus que se entregou para nos dar a vida. “Esta festa deve ser a expressão pública da fé na presença real de Jesus Cristo”, ressaltou Dom Zanoni.

Diante da situação atual da pandemia do Coronavírus, em que as circunstâncias e os riscos de contágio permanecem ameaçando a vida e a saúde dos fiéis, as celebrações realizadas de forma campal e as procissões com o Santíssimo Sacramento sobre os tradicionais tapetes de serragem, montados nas ruas da cidade, foram suspensas.

Ao final da Santa Missa, o Arcebispo Metropolitano conduziu Jesus Eucarístico por sobre o tapete, criado com as fotos das famílias e Igrejas domésticas da Paróquia, até o ápice da Igreja para conceder a bênção à toda cidade de Feira de Santana. Após a benção, o Santíssimo Sacramento permaneceu no altar para Adoração transmitida ao vivo pelo canal do YouTube.

Neste ano, a Comissão da Festa de Sant’Ana assumiu funções litúrgicas durante a Solenidade e recebeu Jesus Eucarístico, representando os paroquianos, as pastorais e todos os homens e mulheres feirenses, celebrando,  de modo excepcional, o Corpo e o Sangue de Jesus presentes na Eucaristia

.

 

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook