Francisco recorda os 40 anos do atentado a Wojtyla

Francisco recorda os 40 anos do atentado a Wojtyla

Na saudação aos fiéis poloneses durante a Audiência Geral, o Papa recordou a memória litúrgica da Bem-Aventurada Virgem Maria de Fátima, no dia 13 de maio, e o 40º aniversário do atentado a São João Paulo II, em 1981.

Mariangela Jaguraba – Vatican News

Após a catequese, realizada no Pátio São Dâmaso, no Vaticano, o Papa Francisco saudou cordialmente os poloneses, recordando que nesta quinta-feira, dia 13, celebra-se a memória litúrgica da Bem-Aventurada Virgem Maria de Fátima. “Coloquemo-nos com confiança sob a sua proteção materna, sobretudo quando encontramos dificuldades na nossa vida de oração”, disse o Pontífice.

Aniversário do atentado a São João Paulo II

Ainda na saudação aos poloneses, o Papa recordou também que amanhã, quinta-feira, celebra-se “o 40º aniversário do atentado a São João Paulo II”. “Ele sublinhou com convicção que devia a sua vida à Senhora de Fátima. Este acontecimento nos dá a consciência de que a nossa vida e a história do mundo estão nas mãos de Deus”, disse Francisco. “Ao Imaculado Coração de Maria confiamos a Igreja, nós mesmos e o mundo inteiro. Rezemos pela paz, pelo fim da pandemia, pelo espírito de penitência e pela nossa conversão”, frisou.

Rezar o Terço para invocar o fim da pandemia

Por fim, Francisco exortou, “guiados pelos santuários de todo o mundo”, a rezar neste mês de maio “o Terço para invocar o fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e de trabalho”. “Hoje”, lembrou ele, “o santuário da Beata Virgem do Rosário em Namyang, Coreia do Sul, guia esta oração mariana. Unamo-nos aos que estão reunidos neste santuário, rezando especialmente pelas crianças e adolescentes”.

 

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook