O jovem Bergoglio diante da Eucaristia

O jovem Bergoglio diante da Eucaristia

A experiência do Papa Francisco das noites passadas em oração partilhada com seu irmão nos anos 50, na Basílica do Santíssimo Sacramento, em Buenos Aires.

Vatican News

Nesta Solenidade de Corpus Christi, hoje queremos contar a experiência do jovem Bergoglio diante da Eucaristia.

Por isso, vamos à Basílica do Santíssimo Sacramento, no centro de Buenos Aires. Ali, entre 1954 e 1955, Jorge Mario Bergoglio, então com 18 anos, transcorria as suas noites de sábado, na companhia do seu irmão Oscar, diante da Eucaristia.

O registro da época comprova a adoração noturna com o nome do futuro Papa escrito à mão. Do bairro de Flores, na periferia da capital, Jorge Mario pegava um ônibus até a Basílica para iniciar a adoração às 21h.

Recentemente, ao receber uma fotocópia do registro, um detalhe comoveu o Papa: “Venite adoremus” – era a frase que os adoradores usavam para acordar a pessoa do turno sucessivo. Uma etapa fundamental que marcou o despertar da vocação de Francisco.

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook