O QUE É SER MÃE ?

O QUE É SER MÃE ?

 

O próximo domingo, 09, é dedicado às mães. No Brasil, o primeiro Dia das Mães, foi promovido na capital gaúcha, Porto Alegre, em 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data. Celebra-se o Dia das Mães como forma de expressar carinho e gratidão para com aquela que gera e multiplica a vida.

PADRE Zezinho conta que “ um dia, uma mãe o procurou pedindo-lhe orações pelo seu filho que andava desnorteado e envolvido em drogas. Olhei-a com um sorriso de ternura e paz, e disse-lhe: a senhora tem mais poder do que eu. Afinal, foi a senhora que gerou a ele e mais seis filhos e é mais amiga de Deus do que um sacerdote que não tem a ternura e amor de uma mãe. Ela espantou-se e começou a rir.

EU HAVIA dito a ela uma verdade incontestável: mães, quando rezam, mexem com Deus muito mais que nós, padres. É por essa razão que Jesus ficou encantado quando a sua mãe, Maria, lhe pediu que atendesse os noivos das Bodas de Caná. E Jesus transformou a água em vinho, devolvendo a alegria aos convidados das Bodas de Caná.

DEUS não resiste ás orações de uma mãe. Concede-lhe o milagre que pede e do jeito que pede. Por isso, as mães não duvidem: Joelhos e lábios de mães têm recursos infinitos. Quando elas me procuram pedindo orações para seus filhos, sou eu quem peço a elas que rezem por mim. Tive mãe que rezou por mim e mãe que reza é como quem manda até em Deus”.

NÃO HÁ PREÇO maior do que aquele que a mulher paga pela missão de ser mãe. Que o digam as mães que levam nove meses o bebê em seu ventre e que, depois do parto, o conduzem pelos caminhos da vida. Para as mães, nunca existe aposentadoria. Por isso, ser mãe é ter dentro de si o poder de amar sempre com a mesma intensidade. Ser mãe, é ter sorriso nos lábios, mesmo quando o coração sofre. Ser mãe, é ter uma lição de vida a nos ensinar.

MARIA, Mãe de Jesus e nossa, modelo de todas as mães, elevamos a vós nossa prece pela felicidade, saúde e paz de todas as mães: mães ricas, mães pobres, mães solteiras, mães dos presidiários, dos filhos com deficiência, das que cuidam de creches, de orfanatos, de hospitais e daquelas que lutam para que os filhos tenham casa e profissão. Reanimai as mães que choram pelos filhos que já partiram deste mundo. Amém.

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Crônicas da Semana – 04 de maio de 2021

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook