REMÉDIO MILAGROSO

REMÉDIO MILAGROSO

 

A Assembléia Geral das Nações Unidas – ONU – fixou o dia 22 de março de cada ano, como o Dia Mundial das Águas. A água é um bem natural que precisa de cuidados. É a vida do mundo. É o “sangue” e a “seiva” do planeta terra. A água é um “remédio” milagroso para o corpo e para a alma.

A ÁGUA está na origem da vida e sempre foi o elemento essencial para a humanidade. É uma necessidade de todos os seres vivos e um direito da pessoa. Todas as formas de vida dependem da água. Não se pode separar água e vida. Por isso, é dever do Estado garantir água de qualidade para todos e cuidar da manutenção das fontes.

A SAÚDE depende da água. A maioria das doenças do planeta é causada por águas impróprias para o consumo humano. Muitos leitos de hospitais estão ocupados por pacientes afetados por enfermidades relacionadas com a água. A cada ano, morrem milhares de pessoas por doenças causadas por água contaminada. É impossível ter saúde sem água potável.

ALÉM do valor físico e “material” a água tem um valor sagrado. Muitas pessoas, iniciam a vida cristã, através da água. Na água do Batismo, elas recebem o mesmo Espírito Santo que animou a vida de Jesus, participam da mesma missão, sendo convocadas a colaborar na transformação do mundo. Portanto, para o cristianismo, o banho na água, não é somente um rito de iniciação e de incorporação, mas um ato de compromisso para o serviço aos irmãos e irmãs.

A ÁGUA BENTA é outro valor sagrado. É um precioso sacramental, instituído pela Igreja, que nos ajuda em, praticamente, todas as circunstâncias e dificuldades da vida. Traz benefícios para corpo e para a alma: Alcança o perdão dos pecados veniais, livra das influências maléficas do demônios e ajuda a curar doenças. A água benta livra-nos de acidentes, assaltos e outros males. Ela é sempre eficaz. Por isso, é conveniente ter água benta em casa e nos ambientes de trabalho.

NA BÍBLIA, a água sempre teve um simbolismo muito especial. Nas águas do rio Jordão, Jesus pediu a João Batista que o batizasse. (Mc 14,11). Num outro momento, Jesus se apresenta como Água Viva. (Jo 4, 7-14). “Tenho sede!” (Jo 19,28), disse ainda Jesus para aqueles que o crucificavam. A questão da água, portanto, está no coração da Bíblia.

 

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Crônicas da Semana – 16 de março de 2021

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook