Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

Nesta segunda-feira, 12 de outubro de 2020, dia bendito, dia de festa, de alegria e gratidão, a Paróquia da Catedral de Sant’Ana celebrou, jubilosa, a Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, a Mãe e Padroeira do Brasil.

Após a oração do Santo Terço, a Solenidade presidida por Pe. Edmilson, vigário paroquial, e concelebrada pelo pároco Pe. Arivaldo Aragão, às 17 horas, homenageou aquela que é a mãe adotiva do povo brasileiro e fiel intercessora daqueles que a buscam por milagres de seu Filho Jesus Cristo. A pequena imagem é venerada por todo Brasil, desde de 1773, quando foi encontrada por pescadores nas águas do Rio Paraíba.

O Evangelho de João (cf. Jo 2,1-11) deste dia solene, traz as Bodas de Caná, onde se iniciam os sinais de Jesus para a manifestação de Sua Glória. A transformação da água em vinho acontece após a intercessão de Maria, que movida pela compaixão e atenta às necessidades do casal, assumiu, por iniciativa própria, o ofício de intercessora, dirigindo-se a Jesus, dizendo: “Eles não têm mais vinho” (cf. Jo 2,3) e aos que serviam: ‘Fazei tudo o que ele vos disser’” (cf. Jo 2,5). “Maria, portanto, antecipa a hora de Jesus, que age em favor de toda a humanidade […] e nos ensina a confiar sempre nas Palavras de Jesus”, ressaltou Pe Edmilson durante a homilia.

Peçamos ao Divino Espírito Santo, a graça de confiar na fiel intercessão de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil! Que ela interceda pelo país, livrando-o dos males da corrupção, da miséria, da dor e da doença. Que todos os brasileiros e brasileiras sejam cobertos com o seu manto sagrado de amor e proteção.

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook