Solenidade de São Domingos de Gusmão | Co-Padroeiro da Catedral e de Feira de Santana

Aconteceu ontem, 08 de agosto, às 17h, a Solenidade de São Domingos de Gusmão, Co-Padroeiro da Catedral e de Feira de Santana. A celebração eucarística transmitida, ao vivo, direto da Catedral de Sant’Ana, pelas redes sociais da Paróquia, foi a primeira missa presidida pelo neo-sacerdote Pe Edmilson.

Durante a cerimônia, conhecida como Missa da Gratidão pelos Festejos em honra à Senhora Sant’Ana, estiveram presentes o Pároco Pe Arivaldo Aragão, o Vigário Pe Aristóteles, o cerimoniário Pablo, o vocacionado Levi, um representante de cada comunidade da Paróquia, alguns integrantes do Coral Vozes da Catedral e os membros da Comissão da Festa 2020, bem como funcionários e colaboradores paroquiais.

Em sua homilia, Padre Ary ressaltou a importância de nos voltarmos ao essencial da fé e que este tempo que estamos vivendo é um luzeiro para isto. “Como é importante percebermos que sem Deus não temos segurança nenhuma no amanhã”, alertou o Pároco. Ao falar do casal Domingos e Ana, destacou que a Graça de Deus quando encontra um coração generoso e um coração que se doa, realiza verdadeiros milagres. Como aconteceu com este casal que, um dia, em 1732, ofereceram tudo o que tinham, com fé, generosidade e amor, à Sant’Ana e São Domingos para a construção de uma capela, hoje, a Catedral desta cidade.

Num testemunho pessoal, Padre Ary expressou a enorme gratidão e experiência com o poder de Deus durante toda a Festa de Sant’Ana 2020. Relatou como viu o Senhor e o seu Agir em todos homens e mulheres orantes, profissionais, colaboradores, sacerdotes, funcionários, comissões, pastorais e paroquianos que se desdobraram e entregaram o seu melhor para que o Novenário e a Procissão de Sant’Ana acontecessem, em meio a esta pandemia.

Eu vi o Neto de Sant’Ana curando, eu vi o milagre acontecendo, eu vi Deus nos ensinando que a sua Igreja deve ser simples, deve ser despojada, deve ser sem muitos planejamentos, mas com um coração que se doa, um coração que se oferece, um coração que se entrega, que dá tudo o que tem e o milagre acontece. Por isso, Senhor, queremos viver com fé, sustentados pela Tua Palavra e firmes na caridade, como Sant’Ana e São Domingos, amém!“, concluiu Padre Ary.

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook