Solenidade de São Pedro e São Paulo

Neste último domingo, 28 de junho, foi celebrada, na Catedral de Sant’Ana, ao mesmo tempo, a memória litúrgica de São Pedro e São Paulo, apóstolos considerados os principais líderes da Igreja Cristã primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários. As Santas Missas Solenes das 7 e das 17h, em honra aos dois santos apóstolos, foram presididas pelo Vigário Paroquial Padre Aristóteles e pelo Pároco Padre Arivaldo Aragão, respectivamente.

Pedro, apóstolo que Jesus Cristo escolheu e investiu da dignidade de ser o primeiro papa de Igreja. A ele Jesus disse: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (Mt 16, 18), transformando-o em pastor do rebanho santo. Na sua pessoa e nos seus sucessores, temos o sinal visível da unidade e da comunhão na fé e na caridade.

Paulo, arrebatado para o Colégio apostólico de Jesus Cristo, na estrada de Damasco, como instrumento eleito para levar o seu Nome diante dos povos, tornou-se o maior missionário de todos os tempos, o advogado dos pagãos, o ‘Apóstolo dos gentios’.

A Solenidade de São Pedro e de São Paulo é uma das mais antigas da Igreja, sendo anterior até mesmo à comemoração do Natal. Cada ano a liturgia nos leva a meditar sobre a vida destes dois grandes apóstolos. No Brasil, esta solenidade é transferida, por proposição da CNBB, para o domingo próximo ao dia 29 junho. Por isso, ela foi celebrada, ontem, no 13° Domingo do Tempo Comum.
Celebrar São Pedro e São Paulo significa enfatizar a característica apostólica da Igreja de Cristo, pois, juntos, eles fizeram ressoar a mensagem do Evangelho no mundo inteiro, concedendo a todos os batizados o exemplo de como seguir e viver a missão deixada de Jesus.

São Pedro e São Paulo, rogai por nós!

Compartilhe :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

instagram

facebook